Seu nome no Serasa por 5 anos

Confinamento, redução de salario e desemprego, contribuem para que as pessoas parem de pagar algumas prestações dos compromissos com o seu banco que, por sua vez, não hesita em acionar as empresas de restrições contra cpf quando, de um dia para o outro informam ao consumidor por correspondência do feito, arrancando bens, com preferencia em especial a automóvel financiado, sem sequer preocupar quais os motivos alegados pelos consumidores, sujando seu nome, como se esse fosse um criminoso e por isso merecia ficar com seu nome à marginalidade.    

Feito isso, um cobrador advogado, a serviço do banco, te manda a conta que consiste em um valor já inchado acrescido em juro dos juros, com multas diversas e encargos múltiplos e ainda, desgraçadamente o banco contrata um advogado para cobrar sua dívida e, os honorários desse profissional são inclusos no valor devido inchando mais ainda uma divida já inchada e, essa pratica é absurda e inadmissão e, geralmente estes profissionais são muito cara de pau no uso das suas funções de cobrar, não possuindo o um mínimo de respeito á sua própria consciência na pratica de abusivos diversos na intimidação para com consumidores inadimplentes.

>Seu nome fica no Serasa por 5 anos referente uma dívida, portanto, após esse período o seu nome não ficará mais visível nas listas de restrições, contudo, os débitos vencidos continuarão existindo e você não se livra da dívida e, caso você possua outra dívida com tempo menor a cinco anos, o seu cadastro ainda será referenciado neste até completar novamente cinco anos e, mesmo retirando o seu nome da lista oficial de negativação, conforme dita a legislação, o seu banco extraordinariamente opera uma lista sombria por conta própria que permite manter e selecionar cliente com débitos,  impedindo a este a possibilidade de futuras transações diante alegações vazias.

A saída de uma vez por todas da lista de negativados seria uma negociação dos seus débitos com o banco, com perseverança e em atenção aos cuidados dos seus direitos de consumidor, para assim reorganizar a sua vida financeira e traçar estratégias para limpar o seu nome, pois, – o seu banco está longe de promulgar reciprocidade na prática, uma vez que no cenário real de consumo, quem manda é ele, que, com mão de ferro, anula a vontade do cidadão consumidor, delineando com arame farpado o rumo a ser tomado neste palco, que vê o seu destino financeiro redesenhado com tinta da mentira em uma tela onde impera o descaso e o absurdo dos absurdos a serviço de uma minoria de ditadores capitalistas na ilha financeira brasileira.

Assine a Petição para Reforma do Sistema Financeiro Nacional Brasileiro:

https://secure.avaaz.org/po/community_petitions/Senhor_Presidente_da_Camara_dos_Deputados_Congresso_Nacional_Brasileiro_Proclamar_urgentemente_uma_reforma_no_Sistema_Fi/share/

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *