Para quem está devendo para um banco e quer negociar:

Faça uma carta em 2 vias e entregue ao banco(cobre recibo), manifestando o interesse em pagar sua dívida, porém, apenas o que deve, de fato, – “o valor principal com acréscimo de 1% de juro de mora mais 2% de multa ao mês e nada mais – (Parag. 1. Inciso V  Art. 52 – Lei Federal 8078/90-Código de Proteção e Defesa do Consumidor)”, – eliminando juros abusivos, taxas, multas e encargos diversos que incham de forma desleal sua dívida e ainda, solicite o parcelamento no máximo de partes possíveis, para que melhor se encaixe no seu orçamento e não venha se endividar novamente.

Guarde a cópia desta carta, ela pode ser útil na abertura de futuro processo revisional, pois, no caso de recusa por parte do banco, você estará isento das responsabilidades abusivas impostas pelo mesmo após a data de entrega da mesma.

Não aceite e, nunca confesse de imediato, quando inadimplente, uma dívida imposta pelo seu banco… Imponha-se!..Exija explicações sobre a evolução e composição desta dívida. – O banco não pode sonegar informações sobre como chegou aos valores do seu débito, se ele assim agir, demonstra claramente que tem o que esconder, além do fato denunciar o flagrante de agressão às regras que balizam o consumo e, abuso pleno contra o cliente consumidor. – Não espere que a solução para seus débitos bancários caia do céu, nem acredite na ilusão de que o gerente da sua agência irá ajudá-lo, pois, por mais que este insista dizer que é amigo, na verdade é pura balela, ele é mais amigo da onça do que seu.

Exerça sua cidadania!…Para defender os seus direitos a pessoa mais indicada é você mesmo, porém, para isto precisa conhecê-los. – Em uma relação de consumo o consumidor é a parte mais fraca, todavia, é esta fraqueza que abriga toda a sua força.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

576 respostas para Para quem está devendo para um banco e quer negociar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *